Prêmio Abraccine

Oferecido pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema nas categorias melhor longa-metragem e melhor curta-metragem.

Bianca Zasso (RS)

Jornalista e especialista em Cinema formada pela Universidade Franciscana (UFN), em Santa Maria. Integrante da Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul (Accirs), atualmente ocupa o cargo de vice-secretária (Diretoria 2018-2020) ,e do Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema. Apresenta a série de vídeos Bia na Toca, realizado pela produtora Toca Audiovisual. Atua como pesquisadora e crítica de cinema desde 2009. Integrou, durante cinco anos, o projeto de extensão Cineclube Unifra. Foi colaboradora dos sites Papo de Cinema e Delirium Nerd. Estreou como colunista de cinema em 2012, no site Claudemir Pereira. Colabora para o blog Feito em Casa e para os sites DVD Magazine, Action News e Formiga Elétrica, onde também atua como editora.


Felipe Moraes (DF)

Formado em comunicação social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Brasília (UCB). É crítico do site Metrópoles desde 2015. Antes, atuou no jornal Correio Braziliense e na revista Veja Brasília. No Festival de Brasília de 2013, participou do Júri Abraccine, da Associação Brasileira de Críticos de Cinema, entidade que integra, e do júri oficial de curta-metragem em 2014. Também escreveu artigos para os livros organizados pela  Abraccine 100 Melhores Filmes Brasileiros, Documentário Brasileiro – 100 Filmes Essenciais Animação Brasileira – 100 Filmes Essenciais.


Luiz Joaquim (PE)

É coordenador do Curso de Cinema e Audiovisual da Faculdades Integradas Barros Melo - Aeso (Olinda). Foi coordenador e curador por 16 anos (2001/ 2017) do Cinema da Fundação Joaquim Nabuco (Recife). É jornalista, mestre em comunicação pela UFPE, com foco na crítica de cultura. Atuou como crítico de cinema na Folha de Pernambuco por 12 anos e no Jornal do Commercio (Recife) por dois anos. É autor do livro Cinema brasileiro nos jornais (2018) e editor do site www.cinemaescrito.com, criado em 2007. Realizou ainda os curtas-metragens Eiffel (2008) e a animação O homem dela (2010). É sócio-fundador da Abraccine e participou dos livros organizados pela associação 100 Melhores Filmes Brasileiros, Documentário Brasileiro – 100 Filmes Essenciais Animação Brasileira – 100 Filmes Essenciais.


Marco Antonio Moreira (PA)

É graduado em Administração pela Universidade Federal do Pará (1986), com pós-graduação em Marketing (1999) pela Fundação Getúlio Vargas/Ideal e Mestrado em Artes pela Universidade Federal do Pará (2015). Professor Substituto do curso de Cinema da UFPA, professor do curso de pós-graduação de Produção Audiovisual na faculdade Estácio/IESAM e doutorando em Artes pelo PPGARTES/UFPA. Gestor da programação do Cinema Olympia, em Belém, foi curador da Fundação Paraense de Rádio Difusão (FUNTELPA). É membro da Academia Paraense de Ciências (APC), presidente da Associação dos Críticos de Cinema do Pará (ACCPA) e apresentador e crítico de cinema do Portal ORM (Organizações Rômulo Maiorana). Atua ainda como crítico do Jornal O Liberal(Revista TROPPO) e do programa de cinema ATUALIDADES CINEMATOGRÁFICAS na Rádio O Liberal AM, o qual também apresenta. É coordenador-geral do Centro de Estudos Cinematográficos(CEC) e professor de cursos de Cinema com atuação em várias instituições . Tem experiência nas áreas de Administração (com ênfase em Administração de Empresas) e Cinema, atuando na instrução da cultura cinematográfica e no cineclubismo. É sócio-fundador da  ABRACCINE, para qual colaborou em diversos livros, como Animação Brasileira – 100 Filmes Essenciais.


Samantha Brasil (RJ)

É pesquisadora e crítica de cinema, graduada em Direito e em Ciências Sociais, com mestrado em Sociologia e Antropologia (UFRJ). Curadora do Cineclube Delas, no Rio de Janeiro, que tem enfoque no cinema realizado por mulheres, e do Festival Internacional Colaborativo Audiovisual (FICA.VC). É editora associada do site Horizontes ao Sul, integrante das Elviras - Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema e colaboradora do podcast Feito por Elas, dos canais de youtube A Lente Escarlate Sobre Elas, além de escrever regularmente sobre cinema no site Delirium Nerd.