Mulheres da Crítica debatem novas perspectivas femininas no cinema

Metrópoles

á um ano, o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, sediou a reunião que deu origem ao coletivo de mulheres da crítica de cinema batizado como Elviras da Gama. O grupo, especializado em crítica e análise cinematográfica, agrega mais de 100 profissionais de todo o Brasil.

Elvira Gama foi a primeira mulher no Brasil a escrever sobre a imagem em movimento, entre 1894 e 1895, em uma coluna chamada “Kinetoscópio”, no Jornal do Brasil. Ela não falou sobre o cinema propriamente dito, porém a homenagem a essa pioneira é um movimento importante para a visibilização das mulheres que pensam e escrevem sobre o audiovisual no Brasil.

Nesta, segunda (18/9), a partir das 14h, representantes do coletivo debatem no painel “ELVIRAS: AS MULHERES E A REFLEXÃO SOBRE O AUDIOVISUAL”, como parte da programação paralela do 50º Festival de Brasília do Cinema Brasileira.

A mesa será composta pelas críticas: Kenia Freitas (DF), Carol Almeida (PE) e Samantha Brasil (RJ) e terá a mediação de Cecilia Barroso (DF).

Além da apresentação do balanço de um ano do coletivo de mulheres, o debate colocará em discussão os lugares consolidados da velha cinefilia, curadoria e produção crítica, propondo novas perspectivas feministas de filiação ao cinema.
Segunda, 18 de setembro, das 14h às 16h, no Auditório 2 do Museu Nacional (Complexo Cultural da República, Esplanada dos Ministérios). Entrada franca. Classificação indicativa livre

Fale conosco

Ente em contato com o festival.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?