Júri - FestUniBrasília

Alex Calheiros

Professor de Ética e Filosofia Política do Departamento de Filosofia da Universidade de Brasília. Com doutorado em Filosofia com trabalho sobre Luchino Visconti, pesquisa as relações entre cinema e política, especialmente no cinema italiano do pós-guerra: do neorrealismo aos cinemas novos. Atualmente, é diretor de Difusão Cultural da Universidade de Brasília.


Cássio Oliveira

Nascido no Maranhão, graduou-se em cinema e mídias digitais pelo Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB). Integra o Coletivo de Cinema de Ceilândia – CEICINE, no qual escreveu e dirigiu a série Fantasmas da casa própria, em coautoria com Adirley Queirós, além do curta-metragem Eu não sei mais quebrar um break. Para o núcleo criativo CEICINE, escreveu o roteiro de longa-metragem Relatos do vento do norte, em coautoria com Sandro Vilanova. Também roteirizou Sem terra, nem lei, episódio que compõe a série documental Trilogia de Poder, projeto desenvolvido pela Heco Produções.


Denise Vieira

Arquiteta e Urbanista pela UnB (2005), com mestrado em Teoria, História e Crítica da Cidade pela mesma instituição (2017), Denise Vieira integra o Coletivo de Cinema de Ceilândia – CEICINE e atua como diretora de arte desde 2006. Seus principais trabalhos são os longas-metragens Branco sai, preto fica (2014), pelo qual recebeu o Troféu Candango de Melhor Direção de Arte, no 47° Festival de Brasília; e Era uma vez Brasília (2017), ambos de Adirley Queirós. O curta-metragem Meio fio (2014), seu primeiro trabalho como roteirista e diretora, recebeu o Troféu Câmara Legislativa de Melhor Fotografia em 2014 e circulou por mais de 13 festivais no Brasil e no exterior. Atualmente trabalha na pré-produção de seu segundo curta-metragem, A mulher da noite, e também na direção de arte de Mato seco em chamas, longa-metragem de Adirley Queirós e Joana Pimenta.