Histórias que nosso cinema (não) contava

Direção: Fernanda Pessoa

Documentário, 79 min, 2017, SP, 16 anos

 

Uma releitura histórica da ditadura militar no Brasil através de imagens e sons das pornochanchadas.

 

Fernanda Pessoa é cineasta e artista visual, mestre em Cinema e Audiovisual pela Université Sorbonne Nouvelle. Dirigiu curtas e o longa-metragem. Realizou a videoinstalação Prazeres proibidos, no MIS-SP. Tanto o longa quanto a videoinstalação exploram a relação entre pornochanchada e a ditadura militar. Está atualmente finalizando seu segundo longa documental e trabalhando em um documentário interativo selecionado na residência LABMIS. Histórias que nosso cinema (não) contava (2017), foi exibido em festivais nacionais e internacionais.

 

Montagem: Luiz Cruz

Produção: Alice Riff, Fernanda Pessoa e Julia Borges Araña

Tratamento de som e mixagem: Ignácio Sodré e Érico Theobaldo (Coletiva Produtora)

Fale conosco

Ente em contato com o festival.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?