Entrevista Eduardo Valente: “Festival de Brasília homenageou passado com olhar para o futuro”

Diretor artístico comemora sucesso da edição comemorativa aos 50 anos

 

Pelo 2º ano consecutivo, o cineasta, crítico de cinema e programador de festivais Eduardo Valente assumiu a direção artística do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Para Valente, que também é delegado do Festival de Berlim e coordenador acadêmico da Academia Internacional de Cinema (RJ), o cinquentenário carimbou o sucesso de novas iniciativas dentro do mais longevo evento destinado ao cinema nacional.

 

Para além da comemoração de 2017, a guinada rumo a uma grade de programação mais robusta se deu não apenas pelo aumento no número de filmes exibidos para o público, mas também por iniciativas como a Mostra Futuro Brasil, que levou à capital federal curadores internacionais para sessões fechadas de filmes brasileiros em finalização, e outras atividades relacionadas ao mercado audiovisual.

 

De acordo com Valente, que acumula prêmios em diferentes mostras em Cannes e outros reconhecimentos internacionais, o 50º Festival de Brasília fez jus à historia: “Conseguimos prestar respeito à marcante trajetória do Festival sem deixar de olhar para os próximos 50 anos. O debate saiu do Festival, ganhou o país e o mundo, que é o que achamos que é justo dada a importância do evento”, finalizou o diretor artístico.

 

Confira a entrevista exclusiva com Eduardo Valente:

 

Como curador do Festival, qual é a sua visão sobre a edição comemorativa?

Creio que nosso principal objetivo foi atingido, que era prestar respeito e atenção ao passado de trajetória marcante do Festival sem deixar de olhar para a frente, para os próximos 50 anos e além. Isso foi feito. E mais ainda: o debate saiu do Festival, ganhou o país e o mundo, o que achamos que é justo dada a importância do evento.

 

Quais foram as principais surpresas desse 50º Festival?

A maior surpresa foi ver com que rapidez as novidades que introduzimos esse ano foram bem assimiladas, como o Ambiente de Mercado, o FestUni, a mostra Futuro Brasil, além da programação estendida de 10 dias. Cada um tinha algum grau de aposta envolvido na sua realização e absolutamente todos foram entendidos e, desde já, se tornam parte essencial do Festival na sua continuidade.

 

Já que entrou no assunto, o que pesou para a decisão de aumentar o período de realização do Festival para dez dias?

Essa proposta em questão desde 2016, sendo entendida como um ajuste necessário para o Festival em vários níveis, tanto no campo de aumento do espaço em grade para filmes, como para os debates, atividades de mercado e para tudo que tínhamos a ideia de fazer no entorno das exibições dos filmes. O modelo anterior fazia com que as coisas conflitassem demais dentro daquela quantidade de dias.

 

Do ponto de vista estético, o que prevaleceu na escolha dos vencedores?

Difícil dizer isso, sem ser parte do júri, mas entendo que o resultado buscou combinar o domínio e a utilização criativa da linguagem cinematográfica com a relevância e pungência dos temas propostos pelos filmes premiados. Com relação aos temas abordados pelas produções em geral, o momento político do Brasil foi uma das veias mais importantes do Festival. Muitos dos participantes trouxeram essa reflexão, ainda que por caminhos bem diferentes.

 

Pode contar uma passagem que ficará na memória do Festival em 2017?

Num nível bem pessoal, na minha opinião é muito significativo ver alguém com a importância e trajetória de Jean Claude Bernardet, um dos fundadores do evento, acompanhando as sessões vespertinas das mostras paralelas no Cine Brasília. Entendo que as sessões dos filmes universitários e escolas de Brasília também foram marcantes.

 

Quer deixar um recado sobre o 51º Festival de Brasília?

O 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro será feito pela mesma equipe, com seriedade e dedicação, com o adendo de um ano de experiência em comum nesse trabalho. Tem tudo para ser histórico da sua própria maneira!

Fale conosco

Ente em contato com o festival.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?