Comissão de Seleção - Mostra Brasília

Nome: Adriano de Angelis

Jornalista, gestor de projetos de Comunicação e Cultura, coordenador do Núcleo Audiovisual Ação da Cidadania e do projeto Laboratório Audiovisual Ação da Cidadania, coordenou programas de TV e projetos da EBC e Canal Futura e atuou com jornalismo participativo e colaborativo. Integrou grupos de comunicação e cultura do Fórum Social Mundial e do Fórum Social Brasileiro. Foi coordenador do Colegiado Setorial de Audiovisual do Sistema de Cultura do Distrito Federal e integrante do Conselho de Cultura do DF. É consultor de projetos audiovisuais e articulador da Rede de Inovação Audiovisual (RiAV).


Nome: Diana Svintiskas

Jornalista, com especialização em Cinema Documentário Criativo, em Buenos Aires (Argentina), e mestrado em Estudos de Cine e Audiovisual Contemporâneos, em Barcelona (Espanha), é diretora e roteirista de vídeos institucionais, educativos, séries de TV e documentários. Com mais de 15 anos de atuação, dirigiu e coordenou séries como "Tradições Brasil", para o Ministério do Turismo, e "Taxista Empreendedor", para o Sebrae, com exibição na TV Brasil.


Nome: Kakau Teixeira

Jornalista e radialista, é também graduada em Artes e especialista em Teatro, pela Fundação Brasileira de Teatro - Faculdade Dulcina de Moraes. Atua na cobertura jornalística da área cultural há mais de 25 anos. Foi repórter, editora e apresentadora da Rádio Cultura (Brasília), produtora cultural e assessora de imprensa de eventos artísticos e culturais, entre eles, o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, Cine Ceará, Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental de Goiás. Integrou a equipe de programação do Cine Brasília até setembro de 2017, quando se aposentou da Secretaria de Cultura do DF.


Nome: Núbia Santana

Graduada em Artes Cênicas, trabalhou como atriz e diretora de teatro. Dirige filmes desde 2002, iniciando com o curta-metragem "Alastrado". Em 2005, dirigiu e roteirizou o curta "Degraus", exibido na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e no Festival de Brasília. Em 2008, dirigiu e roteirizou, com Di Moretti, o documentário longa-metragem "Pra Ficar de Boa", que estreou na Mostra Brasília – Troféu Câmara Legislativa e participou da Mostra de Cinema de Paris. Desse filme, surgiu o projeto Nota 10, selecionado pelo PNUD|ONU como um dos projetos-modelo para prevenção e enfrentamento à violência no Brasil.


Nome: Péterson Paim

Graduado em Cinema, mestre e especialista em Vídeos Educativos pela UnB, diretor e roteirista da produtora Paim Filmes, produziu, escreveu, editou, fotografou e dirigiu quatro longas e cerca de 40 curtas e médias-metragens, vários deles selecionados e premiados em festivais nacionais e internacionais. Recebeu o Troféu Câmara Legislativa, em 2013, pelo longa "Cidadão Brazza". Com o curta "O dom de Quixote", ganhou prêmios na Inglaterra e nos EUA. Orientou vários títulos participantes do Festival de Filmes de Curta-Metragem das Escolas Públicas de Brasília, entre os quais cinco premiados durante o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.