Atividades Formativas - oficinas

Inscrições Encerradas


MINISTRANTE: R.C. Ballerini

Release

Oficina-consultoria para desenvolvimento de projetos para patrocínio através de editais, de maneira essencialmente prática – o participante deverá trabalhar em seu próprio projeto ao longo das atividades.

Currículo resumido

Músico, escritor e piloto de ideias, R.C.Ballerini já foi responsável pela aprovação de mais de 40 projetos em diversos editais.

MINISTRANTE: Virgínia Gualberto

Release

A oficina Cinema e Educação oferece uma introdução à teoria e à prática da Linguagem Cinematográfica, para que os/as docentes da Educação Básica participantes, posteriormente, possam socializar com os/as seus/suas estudantes os conhecimentos e exercícios nela vivenciados, à luz da Meta 6 da Lei nº 13.005/2014 (Plano Nacional de Educação / 2014-2024) que objetiva oferecer educação em tempo integral e a Lei nº 13.006/2014 que torna obrigatória a exibição de cinema nacional na Educação Básica.

Currículo resumido

PhD em Cinema e Educação (UERJ); Doutora em Educação (Uff); Mestre em Educação (UFRJ); Licenciada em Cinema e Audiovisual (Uff); Bacharel em Comunicação Social (UFPB); Licenciada em Letras (UFRJ); Organizadora da “Coletânea Cinema Paraibano e Suas Interfaces”; Roteirista e Diretora de diversos documentários, dentre eles, “Adiós, Jampa Vieja!”, “Diabolin” (com Mailsa Passos) e “Costureiras” (com Mailsa Passos e Rita Ribes) e de ficções como “Ditados Populares”, e “Redemunho” (com Marcélia Cartaxo); Assistente de Direção de “Ultravioleta” (de José Dhiones); “Ilha” (de Ismael Moura) e “Sophia” (de Kennel Rógis). Atualmente é Professora do Centro de Educação da UFPB, onde coordena o Projeto Cinestésico – Cinema e Educação e organiza, com Torquato Joel, o Laboratório Paraibano para Jovens Roteiristas – JABRE.

MINISTRANTE: Virgínia Gualberto

Release

A oficina Cinema e Educação oferece uma introdução à teoria e à prática da Linguagem Cinematográfica, para que os/as docentes da Educação Básica participantes, posteriormente, possam socializar com os/as seus/suas estudantes os conhecimentos e exercícios nela vivenciados, à luz da Meta 6 da Lei nº 13.005/2014 (Plano Nacional de Educação / 2014-2024) que objetiva oferecer educação em tempo integral e a Lei nº 13.006/2014 que torna obrigatória a exibição de cinema nacional na Educação Básica.

Currículo resumido

PhD em Cinema e Educação (UERJ); Doutora em Educação (Uff); Mestre em Educação (UFRJ); Licenciada em Cinema e Audiovisual (Uff); Bacharel em Comunicação Social (UFPB); Licenciada em Letras (UFRJ); Organizadora da “Coletânea Cinema Paraibano e Suas Interfaces”; Roteirista e Diretora de diversos documentários, dentre eles, “Adiós, Jampa Vieja!”, “Diabolin” (com Mailsa Passos) e “Costureiras” (com Mailsa Passos e Rita Ribes) e de ficções como “Ditados Populares”, e “Redemunho” (com Marcélia Cartaxo); Assistente de Direção de “Ultravioleta” (de José Dhiones); “Ilha” (de Ismael Moura) e “Sophia” (de Kennel Rógis). Atualmente é Professora do Centro de Educação da UFPB, onde coordena o Projeto Cinestésico – Cinema e Educação e organiza, com Torquato Joel, o Laboratório Paraibano para Jovens Roteiristas – JABRE.

MINISTRANTE: Frederico Machado

Release

Curso prático de 20 horas (5 dias, 4 horas por dia), voltado para realizadores iniciantes e amadores da periferia, com ênfase na produção de ensaios audiovisuais e formas de produção independente e alternativa de baixo custo.

Currículo resumido

Diretor, distribuidor e exibidor nascido em São Luís, Maranhão, em 1972. Em 2006, fundou a distribuidora Lume Filmes, que já lançou centenas de filmes autorais e clássicos em DVD e nos cinemas. A partir de 2011, passou a distribuir também para o cinema. Diretor do Cine Lume e da Cinemateca Lume, além de idealizador do Festival Internacional Lume de Cinema, no Maranhão e editor da Revista LumeScope. Sua primeira experiência na direção de filmes foi com o curta-metragem Litania da velha (1997). O primeiro longa-metragem foi O exercício do caos (2013). Produz ininterruptamente, sempre com sucesso da crítica e nos festivais internacionais e nacionais: O Signo das Tetas (2015), Lamparina da Aurora (2017), Boi de Lágrimas (2018) e As Órbitas da Água, a ser lançado em 2019. Como realizador, já ganhou mais de 100 prêmios internacionais e nacionais.

MINISTRANTE: Hsu Chien

Release

A oficina visa apresentar ao aluno um amplo painel do trabalho e das funções de um Assistente de direção no audiovisual. Será ensinado ao aluno como preencher análise técnica, ordem do dia, decupar cenas, aprender a fazer leitura de roteiro, a realizar logística de plano de filmagem, termos cinematográficos, qualidades de um bom profissional, as diferenças entre o Ass de direção do Cinema para a tv, funções de cada ass de direção dentro da hierarquia, bibliografia básica para o aluno.

Currículo resumido

Nascido em Taiwan, em 1967, vive no Brasil, no Rio de Janeiro, desde 1970. Se formou em Cinema pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Começou como Assistente de Direção em 1996 e, desde então, trabalhou em mais de 60 longa-metragens como Assistente de Cineastas renomados, entre eles: Daniel Filho, Tizuka Yamasaki, Murilo Salles, Helena Solberg, Luiz Carlos Lacerda, Rosane Svartman, Moacyr Góes, Paulo Cesar Saraceni, Wolf Maya, Marcos Paulo, Roberto Santucci, Bruno Barreto e o mexicano Guillermo Arriaga, ex- roteirista de Alejandro Inarritu.

MINISTRANTE: Maíra Carvalho

Release

A Oficina “Laboratório de Direção de Arte” propõe um passeio sobre métodos, linhas, processos e percursos possíveis da criação na direção de arte de projetos audiovisuais de ficção. Na segunda metade do curso, discutiremos conceitos de arte de projetos trazidos pelos(as) alunos(as) no intuito de os desenvolvermos e aprimorarmos por meio da troca de experiências e visões com a professora e a turma.

Currículo resumido

Vencedora dos prêmios de Melhor Direção de Arte no Festival de Gramado e no Festival Guarnicê, ambos de 2015, com o filme O Último cine Drive-In (de Iberê Carvalho), Maíra Carvalho é Diretora de Arte, Produtora e Pesquisadora desde 2002. Em seu currículo, dezenas de produções cinematográficas, audiovisuais e espetáculos teatrais. É graduada em História e Mestre em Comunicação pela Universidade de Brasília, especialista em História e Estética do Cinema pela Universidad de Valladolid (Espanha) e em História da Arte pela Faculdade Dulcina de Moraes. É sócia criadora da produtora Quartinho Direções Artísticas.

MINISTRANTE: Larissa Rolim

Release

Para entender o produtor executivo e suas funções é necessário visualizar toda a máquina do processo criativo de uma produção cinematográfica. A oficina passará brevemente por todos os departamentos da cadeia produtiva e proporcionará o aluno a desenvolver um bom projeto para captação de recurso, com um desenho de produção e orçamentos coerentes, enfatizando as diferenças entre os processos de produção de um curta e um longa-metragem. A oficina também abordará um panorama geral da produção cinematográfica atual no Brasil e as novas perspectivas de captação de recursos junto à Ancine/FSA.

Currículo resumido

Larissa Rolim, formada em Publicidade e Propaganda no Instituto de Educação Superior de Brasília IESB em 2007. Atua como produtora audiovisual desde 2002, tendo participado da produção de mais de 30 curtas e de importantes longas do cinema nacional filmados em Brasília, tais como: Faroeste Caboclo (2013), Somos Tão Jovens (2013), O Outro Lado do Paraíso (2014) e Como Nossos Pais (2017). Em 2013 funda a produtora Gancho de Nuvem e produz o 1º longa do diretor Santiago Dellape, A Repartição do Tempo (2016), premiado no 37º Fantasporto (Portugal), adquirido pelo Telecine e com estreia nos cinemas em 2018, com distribuição da O2 Play. Em 2017, produz o telefilme de Natal Meio Expediente, de Santiago Dellape, uma co-produção com a Globo Filmes transmitida para todo o Brasil e para mais 77 países do mundo pela Globo Internacional.

MINISTRANTE: Dona Filmes

Release

A oficina propõe ensinar conceitos introdutórios de audiovisual que podem também ser aplicados as produções feitas por celular. Trazendo técnicas e opções de aplicativos e recursos facilitadores desse processo. Durante as aulas os alunos assistem a exposição de temas como a montagem de pauta, iluminação, captação de áudio, formatos de gravação e são também, convidados a atividades práticas.

Currículo resumido

Dona Filmes é uma produtora independente de audiovisual gerida por mulheres, do Distrito Federal. Está no segmento de produção de vídeos digitais, englobando: Registros de eventos culturais, videoclipes e produções de filmes de ficcionais e documentais.

MINISTRANTE: André Miranda

Release

Cada pessoa interpreta uma música de uma maneira. Muitas vezes vemos numa canção sentidos totalmente diversos daqueles pensados pela banda quando da composição. Nesse sentido, um bom videoclipe é uma obra audiovisual gerada da sinergia criativa entre o(a) diretor(a) e a banda. Um bom videoclipe vai ser uma poderosa ferramenta de divulgação tanto do trabalho do grupo musical como daqueles que executaram o filme. É um dos melhores meios para experimentação onde o(a) diretor(a) pode transgredir regras, expressar seus conceitos, testar narrativas e estéticas e dessa forma encontrar seu estilo. Mas sem nunca esquecer dos interesses da banda. Essa oficina propõe pensar conceitos e narrativas para os clipes, sempre tentando chegar a um resultado que satisfaça tanto a banda como a direção. Vamos discutir técnicas, truques e estratégias para que a os interesses das duas partes sejam respeitados na criação dessa maravilhosa forma de produto audiovisual.

Currículo resumido

André Miranda é diretor, roteirista e diretor de fotografia em cinema e publicidade. Se graduou mestre em Direção Cinematográfica pela Escola de Cinema i Audiovisuals de Catalunya (ESCAC). Dirigiu e fotografou filmes e videoclipes premiados em festivais de cinema nacionais e internacionais. Seus últimos trabalhos foram citados em listas de melhores videoclipes do ano publicadas pela imprensa especializada musical.

MINISTRANTE: Glaucia Pelliccione

Release

A principal característica do profissional de Continuidade é supervisionar o texto, aprofundando o entendimento do que o autor pretende com aquela obra. A função faz o “link” com todos os departamentos da equipe, dentro do conceito estabelecido pela direção artística e das necessidades de produção. Organiza as diversas informações durante realização do set e transfere à montagem as indicações de como cada plano foi executado. Este processo é minucioso, requer estratégia e muita atenção, além da elaboração de conceitos subjetivos (passagem de tempo no texto), objetivos (precisão na observação durante a realização do set) e técnicos (áudio e a fotografia), por exemplo. A ideia do curso é fazer um RESUMO sobre as características do profissional de continuidade no audiovisual seja ele para o cinema, a televisão ou Internet, exemplificando suas diferenças, características e necessidades, desde a leitura do texto até a montagem, despertando para procedimentos que envolvem e caracterizam a profissão nos dois formatos de exibição.